Startup Hermeus quer voar de Nova York a Londres em 90 minutos

Startup Hermeus quer voar de Nova York a Londres em 90 minutos



Desde o último voo comercial do Concorde, em outubro de 2003, nenhuma aeronave ligou Londres (Inglaterra) e Nova York (EUA) em velocidade supersônica. Mas a startup americana Hermeus Corporation quer retomar esta ligação rápida, desenvolvendo uma aeronave capaz de unir as duas cidades em voos de 90 minutos.

A Hermeus quer concluir essa façanha desenvolvendo uma aeronave hipersônica, designação dada aos aviões capazes de voar a uma altitude de cerca de 90 km e em velocidades acima de Mach 5 (cinco vezes a velocidade do som). Algo obtido até hoje somente por aparelhos experimentais e de uso militar.

Parece brincadeira, mas a lista de fundadores da Hermeus inclui ex-funcionários da SpaceX (a empresa espacial de Elon Musk) e da Blue Origin (do dono da Amazon, Jeff Bezos). A startup conta ainda com um conselho consultivo formado por executivos do setor aeronáutico.

A empresa recebeu um investimento inicial para tocar o projeto. Mas quem quiser colaborar com a iniciativa pode fazer aportes, digamos, bem mais humildes: a Hermeus tem em seu site uma loja de lembranças com o logo da empresa.

  • arrow