Sabre promete viabilizar voos comerciais hipersônicos - Carro e motos

Sabre promete viabilizar voos comerciais hipersônicos



A empresa britânica Reaction Engines trabalha atualmente no projeto de um novo motor para aeronaves que vai possibilitar a retomada dos vôos comerciais acima da velocidade do som, suspensos desde 2003 com a retirada em serviço do Concorde. De acordo com a empresa, o Sabre (sigla em inglês para Motor Foguete de Aspiração Sinérgica) permitirá reduzir para quatro horas o tempo de um vôo entre Londres (Inglaterra) e Sydney (Australia).

O Sabre é um motor foguete que dispensa o suprimento próprio de oxigênio dos foguetes convencionais e é capaz de funcionar com o ar atmosférico. O resultado é um propulsor que, segundo o fabricante, será eficiente como o motor de um jato comercial e potente como um foguete, permitindo em teoria o voo em velocidades hipersônicas (mais de cinco vezes maiores que a do som).

O grande desafio para a produção em massa do Sabre é a temperatura do ar de admissão, que atinge altíssimas temperaturas acima de Mach 5. Para isso, a Reaction Engines trabalha atualmente em um sistema de refrigeração, que em testes já se mostrou capaz de operar normalmente até Mach 3.3 (mais de três vezes a velocidade do som).

A previsão é de que o Sabre passe a ser produzido apenas na década de 2030, quando poderá equipar aviões e naves espaciais.

Motor Sabre
Motor Sabre (Divulgação)
  • arrow