Pai do Ford Mustang, Lee Iaccoca morre aos 94 anos - Carro e motos

Pai do Ford Mustang, Lee Iaccoca morre aos 94 anos



Ford Mustang 1964 (Divulgação)

Criador do Ford Mustang, o executivo americano Lee Iaccoca morreu na noite de terça-feira (2) em sua casa, em Bel Air (Califórnia), aos 94 anos, devido a complicações decorrentes do Mal de Parkinson.

Uma das lendas da indústria automobilística, Iaccoca foi ao mesmo tempo idealizador de um dos esportivos mais icônicos do mundo e o único executivo a presidir a Ford e a Chrysler, que junto com a General Motors compõe a lista das Três Grandes montadoras de automóveis dos EUA.

Filho de imigrantes italianos, nasceu Lido Anthony Iacocca em 1924, na cidade de Allentown, no estado americano da Pensilvânia. Rejeitado pelas Forças Armadas dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial devido às sequelas de uma febre reumática, cursou engenharia industrial durante o conflito e ingressou na Ford em 1946.

Apesar da sua formação técnica, pediu transferência para a área de vendas da empresa e assim iniciou a sua carreira como “vendedor” de carros. Usando estratégias agressivas, acabou chamando a atenção da direção da Ford e virou vice-presidente em 1960. Com a ideia de construir um esportivo acessível, lançou quatro anos depois o Mustang. Iacocca se tornou presidente da companhia em 1970, ficando abaixo apenas de Henry Ford II, neto do fundador da empresa e que o demitiu do comando da Ford em 1978.

Assumindo em seguida a Chrysler, o executivo ficou conhecido como o salvador do grupo, que estava à beira da falência na época. Investindo em produtos inovadores (a marca foi uma das criadoras das minivans), foi em sua gestão que a empresa adquiriu a marca Jeep.

Após deixar a Chysler em 1992, Iaccoca investiu em uma série de outros negócios, que vão de produção de bicicletas elétricas a azeite de oliva.

  • arrow