Harley-Davidson vai abandonar 50 países e fechar parte das concessionárias nos EUA - Carro e motos

Harley-Davidson vai abandonar 50 países e fechar parte das concessionárias nos EUA

Harley-Davidson vai abandonar 50 países. Foto: Divulgação



Harley-Davidson vai abandonar 50 países. Foto: Divulgação
Harley-Davidson vai abandonar 50 países. Foto: Divulgação

A Harley-Davidson anunciou no Paraguai que está deixando o país, segundo a imprensa local, o anúncio e a decisão foi tomada devido “à situação económica e sanitária mundial”.

+ O bico do seu peito é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada
+ Banco do Brasil encerra em novembro parceria com as lotéricas da Caixa Econômica Federal
+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo
+ Com visual ‘vintage’, Honda CB 350 tem primeiras imagens reveladas
+ As 20 motos mais vendidas no Brasil em setembro

Há algum tempo que a Harley-Davidson vem fazendo reformas profundas para limpar as contas e salvar a empresa, desde o fechamento da fábrica na Índia, parcerias com fabricas chinesas para trazer modelos baratos para a Ásia, cancelamento de Bronx, nomeação de novo CEO, nomeação de um novo diretor financeiro, etc.

Agora a empresa pretende deixar outros países, é compreensível que feche em países economicamente não rentáveis, mas o que nos surpreendeu é que a imprensa paraguaia relata que a Harley-Davidson planeja fechar a operação em 50 países.

A H-D anunciou também que continuará a manter o apoio ao cliente e garantias, serviços e peças de reposição até ao final de 2021 nesses países afetados, entendemos que para além desse ano não existe qualquer apoio oficial de qualquer tipo aos clientes da marca.

Mas acompanhando a imprensa paraguaia, uma coisa que nos surpreende é que a Harley-Davidson também anunciou que vai reduzir a produção dos modelos nos Estados Unidos e o fechamento de parte de sua rede de concessionárias no país.



Com informações do ABC en el este

  • arrow